Posse de Donald Trump: A Suposta Reaproximação dos Estados Unidos com Cuba e Irã

152


Tornou-se lugar comum e clichê da grande imprensa brasileira dizer que um dos legados positivos do agora ex-presidente Barack Obama foi ter feito a reaproximação dos Estados Unidos com Cuba e com o Irã. Trata-se de uma afirmação mentirosa. Não houve reaproximação dos EUA com esses países. O que houve foi a decisão de Obama de trair os interesses do povo americano e do mundo ocidental, por meio do fortalecimento econômico da ditadura comunista da ilha prisão e do fortalecimento militar da ditadura teocrática islâmica iraniana. 

Tanto regime iraniano quanto o regime cubano continuam detestando e odiando os Estados Unidos e o restante da civilização ocidental. Ambos os regimes continuam e continuarão empenhando esforços para solapar e destruir o ocidente. Quando a imprensa fala em “reaproximação” entre os Estados Unidos e essas ditaduras, ela está apenas mentindo e ocultando aquele que foi o verdadeiro legado que Barack Obama deixou para os americanos e para o restante da civilização ocidental: um legado de morte e de destruição, como descrevemos em detalhes nesse artigo aqui, escrito no ano passado.


 

Anúncios

Sobre paulo eneas

Analista político e editor do Jornal Crítica Nacional
Esse post foi publicado em painel crítica nacional. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s