O País Real e o País Imaginário da Era Petista

A finada era petista foi marcada pela existência de dois Brasis: o país real com suas mazelas que persistiram e se acentuaram, e o país da propaganda petista de inspiração goebbeliana. No Brasil real continuaram a existir, e em número crescente, famílias pobres morando em favelas. No Brasil da ficção e da mentira petista-goebbeliana, os pobres continuaram a viver em favelas, mas estas passaram a ser chamadas de comunidades. E o pobre morador da comunidade foi alçado à condição de classe média por mudança nominal no critério de classificação de renda e por ter se endividado para comprar uma televisão de plasma e um telefone celular.


 

Anúncios

Sobre paulo eneas

Analista político e editor do Jornal Crítica Nacional
Esse post foi publicado em painel crítica nacional. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s