A irrelevância consolidada

Dilma deu entrevista ontem a correspondentes estrangeiros e repetiu as mesmas mentiras que vem sendo orientada a dizer nos últimos dias, além de desferir ataques a outros poderes e instituições da república. E ainda acrescentou ao rol de mentiras a afirmação de que seu impeachment teve uma componente de misoginia. A única coisa relevante que se pode depreender da entrevista é que ela serviu para confirmar e consolidar a irrelevância política e até mesmo institucional da ex-presidente em exercício. Irrelevância que inclui até mesmo as platitudes de suas recentes declarações.


 

Anúncios

Sobre paulo eneas

Analista político e editor do Jornal Crítica Nacional
Esse post foi publicado em painel crítica nacional. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s